Celular e notebook mostrando o Facebook, que vai mudar de nome

O Facebook vai mudar de nome na semana que vem, segundo uma fonte próxima ao CEO Mark Zuckerberg em entrevista para o portal The Verge.

A mudança se aplica à holding que controla outras empresas, como WhatsApp e Instagram. Para a rede social em si, a nomenclatura continua a mesma.

De acordo com o jornalista Casey Newton, a notícia será compartilhada durante uma chamada de relação com investidores na segunda-feira (23) ou no Oculus Connect, a conferência anual do Facebook, que acontecerá na próxima quinta-feira (28).

O motivo do rebranding não foi confirmado, mas duas possibilidades se complementam e coexistem aos olhos de especuladores.

1. A imagem pública do Facebook passa por um período turbulento

Não é de hoje que o Facebook anda em uma corda-bamba em relação a sua imagem pública. Nos últimos anos, a empresa enfrentou uma série de escândalos que vêm enfraquecendo sua reputação perante os usuários.

2018: Cambridge Analytica e eleições estadunidenses

Em 2018, foi apontado que a rede social teve um papel essencial para garantir os resultados das eleições presidenciais dos Estados Unidos, que elegeram Donald Trump em detrimento da candidata democrata Hillary Clinton.

Segundo o portal The Mashable, o algoritmo do Facebook contribuiu para promover conteúdos que geram polarização política e social que podem ter levado o republicano a vencer.

O que trouxe essa situação à tona foi o escândalo de Cambridge Analytica, que acendeu preocupações sobre a segurança e privacidade dos usuários da rede social.

Na época, foi revelado que as informações pessoais de 87 milhões de usuários do Facebook foram fornecidos a uma empresa de mineração e análise de dados politicamente alinhada ao Partido Republicano.

2021: Investigações de autoridades antitruste e apagão

No último ano, o Facebook também foi alvo de investigações de autoridades antitruste estadunidenses.

Durante o processo, uma ex-funcionária testemunhou frente ao Congresso e afirmou que a rede causa danos à saúde mental de crianças e adolescentes e enfraquece a democracia.

Por último, ainda houve o famoso “apagão” das redes sociais há algumas semanas, onde WhatsApp, Facebook e Instagram ficaram fora do ar por algumas horas. Foi suficiente para reacender o debate sobre o monopólio da holding Facebook perante as outras redes sociais.

2. A próxima aposta de Zuckerberg é o “metaverso” do Facebook

O Facebook já passou de rede social a holding com diversas empresas e plataformas sob seu guarda-chuva, mas Zuckerberg quer ir além.

O CEO deu uma entrevista para o portal The Verge em julho deste ano onde disse ter ambições de transformar o Facebook em uma “série de experiências maximalistas e conectadas saídas diretamente da ficção científica”, o que seria conhecido como “metaverso”.

O termo em si já é conhecido e designa a convergência de realidade virtual, aumentada e física em um espaço online compartilhado.

Segundo Zuckerberg, não seria apenas uma empresa que estaria por trás do metaverso do Facebook. Não haveria centralização da gestão, contribuindo para a criação de uma “internet incorporada”.

O novo nome é um segredo bem guardado — ou Zuckerberg ainda não sabe qual será?

De acordo com o jornalista Casey Newton, o reposicionamento de marca do Facebook está sendo discutido internamente há pelo menos três anos. O antigo CMO da empresa, Antonio Lucio, tinha apontado pequenas mudanças como “FB Inc.” ou “FACEBOOK Corporation”, mas a sugestão não foi para frente na época.

Agora, a menos de uma semana do suposto anúncio, Zuckerberg ainda não deu a cartada final sobre qual será o nome da holding, segundo duas fontes de Newton.

Talvez o CEO já saiba e seja apenas um esforço para evitar o vazamento da informação. Afinal, a mudança do nome em si já está sendo divulgada amplamente, mesmo sem nenhum posicionamento oficial do Facebook.

Entretanto, só resta esperar para descobrir se alguma especulação se confirmará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba nossos melhores conteúdos por e-mail.

Você pode gostar disso

Google lança atualização anti-spam de novembro de 2021 no algoritmo de busca

Profissionais de SEO podem identificar volatilidade de tráfego nos próximos dias

Google lança guia com boas práticas para escrever tags title

O Google acaba de lançar, através do Google Search Central, uma série…

IndexNow: Projeto de Bing e Yandex promove indexação imediata de conteúdo em buscadores

Na última segunda-feira (18), os buscadores Microsoft Bing e Yandex anunciaram um…

Google implementa rolagem contínua na página de resultados de busca em dispositivos mobile

Na última quinta-feira (14), o Google anunciou que está trazendo a funcionalidade…