Homem segurando celular com o logo do YouTube em frente ao rosto

Na última quarta-feira (10), o YouTube anunciou que vai remover a contagem pública de “dislikes” nos vídeos. O botão continuará existindo, mas a quantidade só poderá ser vista pelo creator que comanda o canal.

Diversos experimentos foram realizados pelo YouTube desde o início do ano para corroborar a medida. O objetivo é diminuir ataques e criar um espaço seguro para creators compartilharem seu conteúdo.

Segundo a equipe por trás da rede social, o abuso coletivo do botão de “dislike” e a adoção de vídeos específicos como alvo era uma prática recorrente, especialmente em canais de menor porte.

Objetivo é diminuir o assédio a creators, especialmente em canais pequenos

A medida objetiva manter interações respeitosas no YouTube e proteger os usuários de abuso e perseguição. Isso porque a plataforma é conhecida por ataques coordenados a criadores de conteúdo:

Nós queremos criar um ambiente inclusivo e respeitoso onde creators têm a oportunidade para triunfar e se sentirem seguros para se expressarem. Esse é mais um dos vários passos que estamos dando para continuar protegendo os creators de assédio. Nosso trabalho não está terminado, e vamos continuar investindo recursos aqui.

O experimento realizado pelo YouTube revelou que, sem a contagem pública de “dislikes”, é menos provável que usuários ataquem vídeos de forma coletiva.

Além disso, a equipe da rede social também descobriu que isso ocorre de maneira mais frequente em canais de pequeno porte. Como a funcionalidade de recomendação permite que o conteúdo seja mostrado para mais pessoas, os ataques acabam impedindo o crescimento de canais iniciantes.

“Dislike” dá feedback aos creators e ajuda a sintonizar as recomendações do usuário

Mais do que apenas mostrar descontentamento publicamente, o botão de “dislike” exerce um papel importante na comunidade do YouTube.

A funcionalidade é uma das principais maneiras de fornecer feedback ao criador do vídeo. A seção de comentários também é amplamente utilizada para este fim, mas de forma mais aprofundada.

Assim como a função de curtir, o “dislike” também é uma maneira de treinar o algoritmo de recomendações do YouTube. Sinalizando quais conteúdos agradam e quais não, o usuário tem mais probabilidade de receber sugestões de vídeos que são realmente interessantes.

Essa medida também é muito útil para o próprio YouTube. Afinal, quanto mais recomendações certeiras, mais tempo o usuário gasta na plataforma.

Enquanto os testes aconteciam, muitos usuários também sinalizaram que a contagem pública de “dislikes” também ajudava a avaliar se assistir a um vídeo valia a pena ou não. Sobre isso, a equipe do YouTube se manteve firme:

Durante o experimento, nós ouvimos que alguns de vocês usavam a contagem pública de dislikes para ajudar a decidir se deveriam assistir ao vídeo ou não. Nós sabemos que talvez vocês não concordem com a nossa decisão, mas acreditamos que é a melhor coisa a fazer pela plataforma.

Usuário por trás do canal poderá ver contagens no YouTube Studio

Segundo o YouTube, não haverá mudanças quanto à contagem de curtidas, que continuará pública. A diferença é que o usuário não terá o número de “dislikes” para comparar e ter uma noção da opinião do público sobre o conteúdo.

À medida que o botão de “dislikes” continua uma ferramenta funcional, o creator também terá acesso à contagem através do YouTube Studio. É lá que os usuários já possuem acesso a diversas outras métricas que podem ajudar a afinar a estratégia de conteúdo, como o tempo de vídeo assistido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba nossos melhores conteúdos por e-mail.

Você pode gostar disso

Google lança atualização anti-spam de novembro de 2021 no algoritmo de busca

Profissionais de SEO podem identificar volatilidade de tráfego nos próximos dias

Google lança guia com boas práticas para escrever tags title

O Google acaba de lançar, através do Google Search Central, uma série…

IndexNow: Projeto de Bing e Yandex promove indexação imediata de conteúdo em buscadores

Na última segunda-feira (18), os buscadores Microsoft Bing e Yandex anunciaram um…

Google implementa rolagem contínua na página de resultados de busca em dispositivos mobile

Na última quinta-feira (14), o Google anunciou que está trazendo a funcionalidade…