Não é à toa que existem tantos ditados e ensinamentos de negócios que colocam o consumidor no centro de qualquer negócio. Se parar para pensar, é o cliente quem leva as marcas em direção ao progresso.

Com o objetivo de se destacar da concorrência e atrair um público qualificado, as marcas investem para tornarem-se mais inovadoras, conscientes, qualificadas. E por que não sustentáveis?

Dito isso, é válido mencionar que a mídia sustentável se formou em um cenário relativamente novo. Mais especificamente, onde o cliente responsabiliza as empresas que financia sobre suas ações em relação ao ambiente que as cercam.

Nesse artigo, você verá o que é mídia sustentável, quais são os pilares que a sustentam e algumas maneiras de colocar esse conceito em prática em qualquer negócio.

O que é mídia sustentável?

A mídia sustentável engloba as ações de comunicação e marketing orgânicas e pagas que são veiculadas com foco na sustentabilidade da sociedade e do meio-ambiente.

Ou seja, para ser sustentável, uma estratégia deve contribuir para a manutenção da biodiversidade, dos recursos naturais e do desenvolvimento social como um todo, promovendo uma existência consciente através de iniciativas educacionais.

O que define uma ação de mídia como sustentável?

Para aprofundar seus conhecimentos em mídia sustentável, saiba que as ações conduzidas nesse âmbito podem atender a uma série de requisitos.

Alguns são essenciais, com caráter obrigatório para o enquadramento da estratégia no conceito. Outros ficam a cargo da empresa ou marca que estiver por trás da ação, e podem aumentar a percepção de valor do público:

  • Responsabilidade ambiental: é necessário garantir que nenhuma etapa da estratégia contribui para a destruição do meio-ambiente, o gasto excessivo de recursos naturais ou a diminuição da biodiversidade.
  • Obrigações sociais: além do meio-ambiente, a empresa deve se certificar de que o processo trata todos os integrantes envolvidos com responsabilidade, desde a mão de obra até o público impactado.
  • Inovação: o pensamento a partir de uma nova ótica deve ser priorizado, já que as maneiras tradicionais de conduzir ações foram desenvolvidas em um cenário que não requeria a responsabilidade socioambiental.
  • Percepção de valor: a necessidade de ações sustentáveis parte do próprio consumidor, que enxerga a importância desse âmbito e, portanto, cobra a geração de valor da empresa em troca da recorrência.
  • Educação: a natureza educacional de uma iniciativa é o que permite que a sustentabilidade vá além da ação desempenhada pela empresa, se multiplicando de forma exponencial através do público.

Como pensar em ações a partir da mídia sustentável?

A verdade é que a mídia sustentável não deve ser aplicada a partir de ações pontuais. Muito pelo contrário! A sustentabilidade deve ser um pensamento que permeia toda a estratégia de negócios, comunicação e marketing de uma marca para ser efetiva.

Afinal, a preocupação socioambiental precisa de abrangência para se firmar na cultura da empresa. Não adianta a área de marketing mergulhar na premissa enquanto a logística ainda aposta em práticas destrutivas, por exemplo.

Incentivo a negócios locais

Com o advento da digitalização, as grandes corporações se firmaram como soluções mais baratas, eficazes e práticas para os problemas que muitos clientes enfrentam. Entretanto, isso impactou negócios locais profundamente, à medida que eles perderam seu público costumeiro.

Portanto, incentivar a economia regional é uma boa prática de mídia sustentável. Dessa maneira, é possível minimizar o monopólio de poucas empresas sobre nichos de mercado, bem como valorizar a diversidade sociocultural do nosso país.

Implementação de políticas de ESG

A sigla ESG significa Environmental, Social and Corporate Governance, conceito que pode ser traduzido para “governança social, ambiental e corporativa”. Ele se refere à prática de priorizar esses três pilares no planejamento e condução das estratégias de negócio:

  • Social, porque a empresa deve contribuir para o bem-estar da sociedade, dos colaboradores e de qualquer comunidade impactada.
  • Ambiental, porque o meio-ambiente e os recursos naturais devem ser conservados.
  • Corporativa, porque as operações da empresa devem minimizar os riscos de fraude e corrupção.

Otimização do processo produtivo

Para empresas que oferecem um produto físico como solução para os clientes, pensar no processo produtivo do ponto de vista sustentável é essencial.

E a preocupação deve ir de uma ponta a outra, viu? Desde a obtenção da matéria-prima para refinamento e a fabricação do produto, até a logística de entrega aos pontos de distribuição ou à casa do cliente.

Agora, por que isso é importante para a mídia sustentável se cai fora de sua jurisdição? Porque todos os aspectos e processos de uma empresa estão conectados, mesmo que não haja relação evidente e direta entre eles.

No momento em que há uma integração no pensamento socioambiental por todos os setores, por exemplo, as estratégias de comunicação se tornam mais efetivas. E vice-versa.

Criação de estratégia de conteúdo

O conteúdo é o principal pilar da relação entre empresa e cliente. Afinal, é improvável que o consumidor tenha contato direto com um representante da marca de maneira recorrente.

Na maioria das vezes, o relacionamento é construído a partir de redes sociais, e-mail marketing, aplicativos, entre outros.

Sendo assim, nada mais justo do que usar o conteúdo para promover iniciativas educacionais em relação à sustentabilidade. As ações informativas fazem mais do que somente impactar o cliente, porque incentivam a mudança de hábitos e a adoção de novos comportamentos.

Com isso, se estabelece uma relação de triplos ganhos. Ganha a empresa, porque possibilita a criação de valor aos olhos do cliente. Ganha o consumidor, porque obteve informações valiosas para sua vida diária e encontrou uma marca credível para confiar suas necessidades.

Por fim, ganha a esfera socioambiental, que se beneficia do impacto de comportamentos positivos de indivíduos.

Conclusão

Deu para perceber que investir e promover a mídia sustentável só traz ganhos no longo prazo, né? Afinal, um dos principais impactos é o aprofundamento da relação com o cliente e o aumento da percepção de valor em relação à marca.

O que é um dos objetivos principais de qualquer negócio!

Sendo assim, não deixe para depois. Tenha a mídia sustentável como centro nas ações de marketing e comunicação, e você verá que os resultados vêm mais rápido do que você imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso