Para quem atua como Microempreendedor Individual (MEI) ou tenta apenas fazer uns freelas de vez em quando, é indispensável saber o que é portfólio. Afinal, esse é o instrumento ideal de captação de clientes ao ajudar a mostrar a qualidade do seu trabalho.

Apesar de ser fundamental, nem todo profissional tem o seu. Além disso, o portfólio também pode ser usado por empresas e estudantes. Ou seja, vale a pena investir para montar esse registro e se preparar para qualquer oportunidade que apareça.

Como fazer isso? Vamos apresentar algumas dicas neste post. Confira!

Afinal, o que é portfólio?

O portfólio consiste na reunião dos melhores trabalhos desenvolvidos por uma empresa, profissional ou estudante. Ele deve ser dividido de acordo com os objetivos a serem alcançados. Além disso, tem o objetivo de mostrar as habilidades, qualificações, competências e experiências.

Apesar de muita gente compará-lo ao currículo, o portfólio tem outro propósito. Enquanto o primeiro busca mostrar quem é você e como é seu perfil profissional, o segundo apresenta o que você efetivamente já produziu.

Por isso, essa reunião de trabalhos traz uma certa vantagem competitiva. Ao apresentar para um potencial cliente, é a chance de se destacar e conseguir o trabalho com mais facilidade.

Quais são os modelos de portfólio?

Existem dois tipos de portfólio. Eles são:

  • Físico: consiste na versão impressa dos trabalhos. Nesse caso, é preciso escolher uma pasta de qualidade e papéis em formato A3 ou A4;
  • Digital: é a reunião dos trabalhos no ambiente online. Por ser um site ou uma plataforma específica, como o Behance e o Medium.

Além disso, o conceito de portfólio pode ser dividido em diferentes categorias. Cada uma delas define o motivo de uso desse recurso. Veja quais são:

  • Empresarial: serve para prospectar clientes e fechar negócios. Deve apresentar missão, visão e valores do negócio, seus produtos e serviços e os principais clientes já atendidos. Se tiver depoimentos, é ainda melhor;
  • Acadêmico: reúne os trabalhos, participações, exercícios etc. realizados durante o período de faculdade. É uma boa alternativa para entrar no mercado de trabalho;
  • De fotografia: tem o objetivo de apresentar os melhores trabalhos em imagem. Ao mesmo tempo, demonstra o estilo de fotos que você gosta de tirar;
  • Escolar: é um instrumento que comprova a qualidade do ensino pela avaliação de desempenho de aluno e professor. Também permite que os pais acompanhem a evolução dos filhos;
  • De design: tem o mesmo propósito do portfólio de fotografia, mas voltado para os designers;
  • De artes: funciona como uma galeria, mas com apenas os seus trabalhos;
  • De produtos: apresenta os itens vendidos pela sua empresa e suas características.

Qualquer que seja a opção, é importante saber o que é portfólio e como é utilizado para atrair clientes. Ainda falta saber como elaborá-lo. Vamos apresentar a seguir.

Como fazer o seu portfólio profissional?

Para fazer o seu portfólio profissional, você precisa saber quais etapas são necessárias para destacar os seus trabalhos perante a concorrência. Veja como chegar ao melhor resultado possível.

Defina um objetivo

O portfólio deve ter um propósito claro antes de ser montado. A partir disso, você pode organizar as informações.

Mostre os principais trabalhos realizados

Foque apenas o que for melhor, mas também tente apresentar os trabalhos recentes. Provavelmente, eles terão uma técnica mais apurada, que ajudará a atrair clientes. De toda forma, faça uma boa curadoria para evitar que o portfólio fique muito grande.

Apresente-se

Sempre deixe um espaço para mostrar quem é. Mais do que a qualidade do trabalho, vale a pena apresentar qual é seu contexto profissional, suas competências e experiências. Por isso, dedique uma página específica, coloque uma foto sua e depoimentos de clientes.

Facilite a leitura e a navegação

Deixe os textos que colocar bem sucintos e objetivos, mas também escolha uma fonte fácil de ler. Evite uma muito cursiva, que pode se tornar mais complexa. De preferência, opte pelas tradicionais, como Arial e Times New Roman.

Além disso, organize todos os arquivos. Crie categorias para que a pessoa identifique facilmente o que encontra e nunca deixe as coisas jogadas. A “bagunça” causa uma má impressão.

Ainda vale a pena fazer a classificação por ordem de importância e intercalar com espaços em branco. Isso aumenta a organização e evita passar aquela sensação de desleixo.

Agora que você sabe o que é portfólio e o que fazer, é só colocar a mão na massa. Ao atrair clientes, você pode aumentar seu faturamento ou conseguir aquela renda extra que tanto precisa. Sem contar que também pode chamar a atenção daquela empresa que sempre sonhou. Então, que tal tentar?

Aproveite para ver outras dicas importantes assinando a newsletter da Mateada. Assim, você poderá ver como funciona e o que é útil para se destacar no mercado de trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso