Você sabe como vender produtos digitais? Por mais que pareça um processo comum, existem particularidades que precisam ser consideradas.

Afinal, a falta de contato físico com o cliente pode causar dúvidas — e isso interfere no processo de decisão do comprador.

Além disso, os produtos digitais são diferentes dos tangíveis.

Por exemplo, um celular pode ser apresentado de várias formas. É possível fazer um vídeo de seu funcionamento, tirar várias fotos do aparelho, fazer uma review para mostrar seus pontos positivos e negativos etc.

Agora, o que você faz com um infográfico? Um e-book? Ou até mesmo uma planilha? Não é possível fazer um vídeo, porque você corre o risco de mostrar as principais informações. Também é pouco viável dar uma demonstração.

É por isso que você precisa focar naquele termo-chave, muitas vezes ignorado: agregar valor. Como fazer isso? Para desvendar o caminho do sucesso, apresentamos 5 dicas práticas para implementar agora. Confira.

1. Defina o seu segmento de atuação

Os produtos digitais são materiais oferecidos pela internet. Também chamados de infoprodutos, eles são focados em conteúdos que informam e agregam valor. Por isso, eles precisam ter qualidade.

Alguns exemplos de produtos digitais são:

  • e-books;
  • webinars;
  • cursos online;
  • podcasts;
  • newsletters;
  • infográficos;
  • quizzes.

Esses materiais costumam ser comercializados por meio de plataformas específicas, como a Hotmart. Você também pode criar um site especificamente para isso. Depende do seu orçamento e do que deseja viabilizar.

Em qualquer um dos casos, você precisa escolher um segmento de atuação para saber como vender produtos digitais. Afinal, é provável que o autor do conteúdo seja outra pessoa e você vai apenas divulgá-lo.

Então, como escolher as melhores alternativas? Para encontrar a resposta, pergunte-se:

  • Quais assuntos você domina?
  • Quem está envolvido?
  • Qual é o público interessado nesse conteúdo?
  • Quais são seus concorrentes diretos e indiretos?

A depender da sua resposta, você pode deixar esse infoproduto de lado e optar por outro. Ou firmar uma parceria para garantir mais vendas. Aqui, também vale a pena definir algumas questões, como:

  • Onde oferecer o produto digital;
  • Qual é a linguagem a ser utilizada;
  • Quem é a concorrência.

2. Estabeleça o público a ser atingido

O próximo passo é definir o público que poderá se interessar pelo seu produto digital. Isso é importante porque interfere em vários aspectos, como:

  • formato do material;
  • tipo de comunicação a ser implementada;
  • preço do infoproduto.

Para saber qual é a preferência dos potenciais compradores e até mesmo confirmar se esse é o público certo, faça uma pesquisa aprofundada. Vários questionamentos podem ajudar nesse processo.

Quer ver como? Imagine que você queira vender um e-book de culinária. Quem deseja atingir com ele? O público potencial é variado. Pode ser:

  • carnívoros;
  • vegetarianos;
  • pessoas que gostam muito de massas;
  • pessoas que estão fazendo uma dieta restritiva;
  • quem deseja fazer uma reeducação alimentar;
  • chefs de cozinha;
  • amadores;
  • pessoas com alergia à lactose ou doença celíaca.

Como você pode ver, as possibilidades são enormes. Por isso, vale a pena criar um perfil detalhado para saber para quem vender seus produtos digitais.

3. Analise a concorrência

Conduza uma ação de benchmarking para entender quem mais oferece produtos digitais semelhantes aos seus.

Confira quais são os formatos comercializados, como a divulgação é feita, quais são os preços e as formas de pagamento praticados e mais. A partir disso, é possível encontrar brechas para se diferenciar.

Por exemplo, imagine que você vai vender um curso. Se a concorrência apresenta o conteúdo apenas de forma gravada, disponibilizar uma aula ao vivo para tirar dúvidas é uma forma de se destacar.

4. Pesquise sobre o seu mercado

Busque informações sobre o mercado ao qual o produto está vinculado e também sobre o desempenho do infoproduto no mercado.

Essa análise pode ser feita de forma simples, pelo Google mesmo. Mas você também pode conversar com outras pessoas para entender melhor como tudo funciona.

Depois de obter as informações, identifique quais são os gargalos para fazer diferente. Pode ser que você verifique que determinado canal não é utilizado, mas tem amplo potencial de vendas. Nesse caso, invista nele!

5. Divulgue seu produto

Com essas informações definidas, divulgue o infoproduto no maior número possível de canais. Algumas possibilidades são:

Também vale a pena criar uma landing page. Ela trará um resumo do que o cliente verá no infoproduto e ajudará o usuário a baixá-lo.

De quebra, você ainda pode coletar algumas informações importantes para implementar uma estratégia de e-mail marketing, por exemplo.

Conclusão

Seguindo esses passos, a chance de você alcançar o sucesso é maior. Afinal, saber como vender produtos digitais é uma etapa essencial para receber a sua comissão. Por isso, vale a pena aplicar as dicas apresentadas e estruturar o seu negócio para fazer a diferença.

O que achou dessas dicas? Se gostou, aproveite e assine a newsletter da Mateada para continuar se atualizando!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso

7 dicas para trabalhar com marketing de afiliados e ganhar dinheiro agora

Já pensou em trabalhar de casa e ganhar dinheiro na internet? É o que o marketing de afiliados oferece. Entenda como fazer isso!