Quando pensamos em avaliar um cenário estratégico, o primeiro protótipo que nos vem à cabeça é a análise SWOT que se refere à Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças. Trata-se de um recurso responsável pela análise estratégica de uma empresa, visando o diagnóstico dos pontos fortes e fracos do negócio.

Entretanto, com a inovação do mercado, grande parte das marcas evoluíram a maneira de realizar essa análise, partindo para uma nova metodologia chamada análise SOAR, que tem a análise SWOT como base, no entanto com uma tendência mais benéfica.

A principal diferença entre essas duas ferramentas é que enquanto a análise de SWOT foca apenas na estratégia empresarial, a análise SOAR aborda todas as áreas de uma organização, incluindo as experiências dos funcionários.

A análise SOAR vem da abreviação de Strengths, Opportunities, Aspirations, Results, que em português se traduz em: Forças, Oportunidades, Aspirações e Resultados. Envolve tanto o interno como o externo e não enfatiza apenas os gestores e sim todos à volta que podem melhorar o processo de um único empreendimento.

Quer conhecer um pouco mais sobre essa análise? Então fica com a gente até o fim deste artigo!

Como utilizar a análise SOAR?

Como já mencionado, a análise SOAR é realizada de modo cooperativo em todas as áreas de uma empresa. Ela aborda todos os públicos e foca tanto nos diretores como nos colaboradores de uma marca, unindo forças para se chegar em um único objetivo.

A principal finalidade dessa ferramenta é a avaliação de um todo, incluindo a atuação dos stakeholders, isto é, todos que de alguma forma estão interessados no sucesso de um negócio.

A base da análise SOAR é caracterizada pelo que a empresa está fazendo de melhor, o que pode ser aprimorado e o que é mais importante para as partes envolvidas no projeto.

A análise SOAR precisa ser aplicada em toda a empresa e o processo deve contar com pessoas responsáveis pelo andamento. Por isso, é fundamental formar uma equipe para estar à frente do projeto.

Essa equipe deverá realizar pesquisas a fim de entender melhor quais são as percepções das pessoas que se encontram nos mais variados níveis do negócio, ou seja, terão uma melhor compreensão de como a organização tem se apresentado no mercado. É por meio desses questionamentos que os resultados serão gerados.

Quais são as matrizes da análise SOAR?

Quando os questionamentos são feitos para uma melhor análise da marca, 4 pontos não podem ser esquecidos. Esses pontos são os que formam as matrizes da análise SOAR. Por esse motivo é importante perguntar aos envolvidos nas pesquisas sobre os 4 aspectos:

Forças

Esta parte pode ser iniciada com a realização de um brainstorming que se caracteriza pela reunião do máximo de ideias possíveis a respeito do que a organização tem de melhor, frisando os pontos fortes, como as competências tecnológicas, os recursos humanos e materiais, as vivências e realizações.

Quando esses pontos são identificados, a empresa ganha uma vantagem para protegê-los e planejar com base neles, as novas oportunidades.

É importante destacar nessa lista:

  • Os principais benefícios que a marca possui em relação aos concorrentes;
  • O que faz a empresa ser superior às outras;
  • Os recursos fundamentais que a marca tem e os concorrentes não;
  • Os projetos que podem ser considerados únicos.

Depois desta checagem, é o momento de passar para o próximo ponto:

Oportunidades

Provavelmente quando se passa para essa etapa, a lista anterior já está enorme, o que é algo muito positivo. No entanto, é hora de aprender como transformar as informações colhidas em oportunidades.

A partir do momento em que já se tem uma ideia dos pontos fortes da empresa é considerável pensar em ampliar os horizontes, como adentrar novos mercados, aumentar o atendimento das necessidades dos consumidores e tornar a marca mais abrangente.

Para que isso aconteça, é necessário transformar essa lista em oportunidades, como oferecer novos serviços, por exemplo, passando a frente dos principais concorrentes do mesmo nicho.

Durante esse processo, é imprescindível que a equipe da análise SOAR auxilie no entusiasmo das pessoas envolvidas, provocando a inovação e fazendo com que os pontos negativos não sejam um problema. Para isso, é fundamental que o núcleo:

  • Identifique novas ideias e tendência para a organização;
  • Detecte as principais mudanças que estão ocorrendo no mercado;
  • Estude as alterações nas leis que são relacionadas aos campos de atuação da marca;
  • Explore as transformações no comportamento e hábitos dos consumidores.

Após a conclusão de mais um passo, a lista está ainda maior e agora com mais oportunidades para o crescimento da marca.

Aspirações

Agora é a hora de considerar as aspirações, isto é, momento de imaginar como a marca pode evoluir e sonhar com o melhor para o futuro. Nesta etapa é importante se concentrar nas expectativas e nos resultados que a empresa almeja alcançar.

Encare as listas com os pontos fortes e oportunidades e extraia o melhor de cada uma delas, visando:

  • Os pontos mais criativos e possíveis de serem realizados;
  • As formas de desenvolver as ideias no futuro;
  • Os conteúdos que ainda não estão na lista, mas que podem ser construídos nos próximos anos.

Filtre mais uma vez antes de seguir para a etapa final. É fundamental que todas essas idéias estejam ligadas aos valores da marca.

Resultados

Chegando a etapa final da análise SOAR é o momento de realizar outro brainstorming abrangendo todas as possíveis mudanças que a empresa deseja colocar em prática.

Este é o momento de colocar a mão na massa e fazer a pergunta de milhões: “Como a marca se posicionará no mercado se as oportunidades e as aspirações forem de fato construídas?”

Não é recomendável que sejam estabelecidas metas muito detalhadas, pois ainda se trata de um planejamento. Entretanto, se alguns resultados já forem alcançados nessa etapa, a empresa terá a certeza de ter escolhido as opções certas. É importante questionar:

  • As mudanças que ocorrerão na marca quando os resultados forem alcançados;
  • De que maneira a empresa será reconhecida a partir dessas novas aplicações;
  • Os aspectos e processos que irão ser remodelados ao fim desta análise.

A conclusão da análise SOAR depende do agir da equipe, sempre respeitando o tempo para cada coisa. Após a finalização é fundamental colocar as estratégias em prática e fazer uma avaliação de possíveis riscos, análise das ideias e propostas que estão no papel, e definição das metas a curto e longo prazo.

Quais os benefícios de se aplicar a análise SOAR para a melhoria de um negócio?

A análise SOAR é uma ferramenta diferente das demais, porque foi pensada para englobar a organização num todo e quando todos trabalham juntos o crescimento certamente será maior.

A ideia de se criar listas por meio de questionamentos é outro fator que estimula um maior engajamento da marca, pois tanto os gestores quantos as demais pessoas direta ou indiretamente envolvidas passam a ter uma base maior da visão que a marca está tendo interna e externamente.

Por fim, quando a empresa aplica a análise SOAR e segue criteriosamente todos os processos, reforça a cultura organizacional e a motivação por novos resultados.

Os benefícios de implementar a análise SOAR para o crescimento de uma marca pode ser uma ótima forma de iniciar um novo percurso de aprendizagem.

Agora que você já sabe o que é e como aplicar a análise SOAR, que tal ficar ligado nos nossos próximos conteúdos para se manter cada vez mais atualizado sobre dicas e gestão de negócios? Continue ligado nos conteúdos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso