O uso do ágil na gestão de projetos é tendência mundial, e isso é inegável! Portanto, aquele que deseja agregar valor à sua marca e ao seu produto, tanto para o mercado, quanto para clientes e colaboradores, deve estar por dentro desse universo.

Sendo assim, eu, Bruna Fonseca, especialista em agilidade, estou aproveitando o espaço cedido pelo site Mateada, para trazer um pouco desse universo para você.

Aqui nós já falamos sobre alguns temas relacionados à aplicação do ágil em diferentes setores, como, por exemplo, Scrum no Marketing Digital — nosso último tema. E hoje vamos falar sobre ‘como usar o ágil para fazer gestão de produtos digitais’. Vamos nessa?

 

Como usar o ágil para fazer gestão de produtos digitais?

Você precisa desenvolver produtos digitais, mas quando chega na hora de gerenciar tais projetos, se vê diante de uma dúvida gigantesca: será melhor usar uma metodologia tradicional ou um framework ágil? E aí, o que você faz?

A primeira coisa que você precisa saber é que para usar o ágil em qualquer tipo de gestão é preciso primeiro entender o seu conceito; somente a partir daí será possível escolher a melhor gestão para o seu projeto.

 

Entendendo o conceito do Agile

O agile é uma alternativa às formas tradicionais de gestão de projetos. É, basicamente, um conjunto de boas práticas guiadas por um framework que proporcionam um gerenciamento de atividades mais adaptável às possíveis mudanças.

Como uma especialista no Framework Scrum, posso te apresentá-lo rapidamente e te ajudar a entender como usá-lo nos produtos digitais.

Vejamos:

 

O uso do Scrum para fazer a gestão de produtos digitais

O Scrum é um Framework com base em três pontos fundamentais:

  1. Transparência;
  2. Inspeção;
  3. Adaptabilidade.

Tendência no mercado, o Scrum já usado em mais de 60% dos projetos mundiais. Trata-se de um método que dá espaço para a criatividade, abrindo as portas para o aprendizado em equipe.

Quando usado para fazer gestão de produtos digitais, o Scrum trabalha da seguinte forma:

  • Prazo curto de entrega;
  • Criação de soluções inovadoras dentro do ambiente de desenvolvimento;
  • Ciclo de projetos para desenvolver cada etapa chamadas de Sprints;
  • Revisão e validação;
  • Reinicialização do ciclo após a validação da etapa.

Dito isso, podemos concluir que o segundo passo na hora de usar o ágil para fazer gestão de produtos digitais, é: adequar/estruturar o seu projeto a forma de gestão escolhida. Certo?!

Para concluir o artigo e te ajudar um pouco mais nesse processo de transição das metodologias tradicionais para o ágil, posso citar algumas vantagens de aplicar o Scrum na gestão dos seus produtos digitais, que são:

  • Você terá um projeto em constante adaptação;
  • Respostas rápidas e soluções inovadoras;
  • Maior flexibilidade para o modelo de trabalho;
  • Maior integração das equipes envolvidas;
  • Diminuição da necessidade de recursos alternativos;
  • Menor índice de atrasos na hora de entregar um projeto.

Lembrando que se você precisar de ajuda para implementar o ágil na gestão dos projetos digitais da sua empresa, você pode falar com uma especialista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso