Fazer uma gestão de redes sociais efetiva vai muito além de criar um perfil. É preciso elaborar um planejamento adequado para conseguir ter fôlego e cumprir o calendário editorial.

Afinal, abandonar a postagem de conteúdos no meio do caminho é uma perda de tempo, e só traz resultados negativos para a reputação da marca.

E por que investir nessa estratégia? Estar no espaço das redes sociais permite ter uma interação maior e melhor com o público. Ou seja, com os clientes atuais e potenciais do negócio.

A seguir, você verá outras vantagens e dicas valiosas para fazer uma boa gestão de redes sociais.

Benefícios da gestão de redes sociais

Como vimos na introdução, uma das principais vantagens do marketing digital para redes sociais é criar um espaço de conexão com o público. Entre outros benefícios, estão:

  • Criação de campanhas estratégicas: é possível se valer de datas comemorativas e comerciais para veicular ofertas e aumentar as vendas;
  • Definição do público-alvo: as informações demográficas das redes sociais ajudam a alimentar as documentações sobre o público-alvo;
  • Relacionamento duradouro: os mecanismos de identificação e conexão das redes sociais alimentam uma ligação de longa data com o cliente;
  • Maior interação e engajamento: similarmente, a possibilidade de diálogo mantém o cliente engajado com a marca e a comunidade em torno dela;
  • Análise de dados: o desempenho das campanhas pode ser medido com efetividade, incluindo as conversões no e-commerce, se for o caso.

Portanto, vale lembrar que a gestão se faz por meio de ações contínuas de planejamento e execução. Desde a escolha dos canais em que a empresa deve estar presente, até a produção dos conteúdos a serem publicados.

Cada rede social tem sua particularidade. Para ajudar no início, trouxemos dicas básicas que podem ser aplicadas para todas elas.

7 dicas para realizar a gestão de redes sociais

1. Planejamento

O planejamento para redes sociais é fundamental para guiar as ações da estratégia, e o gestor não se perca no meio do caminho. Nele, é preciso definir:

  • objetivos pretendidos com as ações nas redes sociais;
  • indicadores-chave de performance;
  • público que se pretende alcançar;
  • canais utilizados (e por quê);
  • quantas publicações haverão no mês;

Nesse caso, vale colocar todas essas informações em uma documentação e revisar com uma frequência pré-definida. Afinal, as redes sociais mudam rapidamente, e é necessário se adaptar com elas.

2. Cronograma de ações

Faça a criação de um calendário editorial para ajudar a controlar a produção de conteúdo. Estabeleça datas de entrega para cada etapa (pauta, redação, revisão, arte e agendamento) para otimizar o andamento do projeto.

Assim, suas redes estarão sempre atualizadas, e a equipe não sofrerá para manter a qualidade de publicações.

3. Produção de conteúdo

Aprender a criar conteúdo efetivo para as redes sociais é um processo longo, mas recompensador!

Para começar, tente entender o perfil de comportamento do cliente. Com uma noção maior sobre seus hábitos, é possível criar postagens que conversem com ele de forma prazerosa e amigável.

Assim, ele se relaciona com a marca e começa um relacionamento potencialmente duradouro.

Lembre-se de que, acima de tudo, o conteúdo deve ter valor e provocar alguma emoção. Seja o humor, a identificação ou a alegria.

Do ponto de vista da identidade visual, tente inovar se mantendo na proposta dos outros materiais da empresa. Similarmente, use gifs, vídeos e áudios para enriquecer seu conteúdo.

4. Ferramentas

Para profissionais que objetivam otimizar a gestão de redes sociais, as ferramentas são uma mão na roda.

Com elas, é possível ter uma ajudinha em tarefas como identificar os melhores dias da semana para postar, definir o horário de maior alcance e agendar as publicações.

Além disso, há ferramentas que auxiliam na produção de conteúdo e na avaliação do cenário das redes sociais, como:

  • BuzzSumo (apresenta um panorama sobre as temáticas mais comentadas);
  • HowSociable (traz insights sobre a opinião das pessoas sobre a marca);
  • Keyhole (permite fazer social listening e gerir campanhas de influência);
  • Everypost (auxilia na postagem simultânea nas redes sociais).

5. Comunidade

Criar e manter um relacionamento saudável com os clientes ajuda a mantê-los engajados não somente com a marca, mas também com o público em torno dela.

Por isso, invista em estratégias que promovam a identificação, tratando o cliente como parte de uma verdadeira comunidade. E como fazer isso?

Criar um nome para o grupo de fãs da marca, responder todos os comentários e se engajar com os conteúdos que os clientes postam nas redes sociais são apenas algumas ideias. A interação é a chave!

6. Monitoramento

As redes sociais são um espaço onde os clientes se sentem seguros para expressar suas opiniões sobre o dia a dia, incluindo as marcas. E é por isso que você deve ouvi-los!

Através da análise de comentários, citações, respostas, curtidas ou compartilhamentos, você pode acompanhar a reputação da empresa nas redes sociais.

Com base no conteúdo, é possível afinar diversos aspectos da gestão, desenvolvimento de produto, atendimento ao cliente, logística e estratégias de marketing. Portanto, melhorando a experiência de futuros clientes com a marca.

Não esqueça: nada é mais valioso do que um feedback de um consumidor!

7. Análise de resultados

Por último, de nada vale investir em uma boa gestão das redes sociais se você não vai medir os resultados!

Lá no início, na etapa de planejamento, você definiu as metas a serem alcançadas. Agora, chegou o momento de acompanhá-las. Por isso, utilize os resultados de monitoramento para avaliar o retorno de cada ação e campanha.

Elas vão atestar se a estratégia está indo na direção correta, ou se mudanças precisam ser feitas. Portanto, alterando o que for necessário para otimizá-la.

Por último, também é possível avaliar quais são os melhores canais de comunicação para ações específicas, no caso de empresas com estratégias integradas. Pode ser que o Instagram provoque mais conexão com a marca, mas o TikTok gere mais vendas.

Experimente sempre que possível, e não esqueça de documentar o que descobrir!

A gestão de redes sociais é imbatível no longo prazo

A produção de conteúdo é uma estratégia orgânica. Ou seja, como tudo que não envolve patrocínio direto, leva tempo para dar resultado!

Entretanto, não deixe a duração da jornada desencorajá-lo. Toda marca que deseje ser bem-sucedida no longo prazo precisa de uma base fiel de clientes. Pode ter certeza: negócio nenhum vive somente de converter novos leads!

Se tiver alguma dúvida, conte com a gente 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso