Você sabe o que é lead no jornalismo? E no marketing?

É curioso que áreas tão distintas tenham conceitos em comum. Essa dualidade pode gerar confusão, especialmente para profissionais que estão migrando de área ou se familiarizando com o estilo do marketing de conteúdo.

Na sequência, você vê uma explicação breve sobre as diferenças do conceito de lead para não errar nunca mais!

O que é lead no jornalismo?

No jornalismo, o lead é a abertura da notícia. Ou seja, as primeiras duas ou três frases do texto. Consequentemente, o trecho que deve trazer as informações mais importantes.

De acordo com este manual de redação do Estado de S. Paulo, o Estadão:

[O lead] precisa sempre responder às questões fundamentais do jornalismo: o quê, quem, quando, onde, como e por quê”.

Veja um exemplo de lead jornalístico que responde às clássicas seis perguntas nesta notícia extraída do portal G1:

“O médico sanitarista e professor Hesio de Albuquerque Cordeiro morreu no domingo (8), aos 78 anos, no Rio de Janeiro, em função de uma doença degenerativa. Com carreira dedicada à saúde pública, Hesio foi um dos formuladores da proposta de criação de um “sistema universal de saúde” no Brasil e ajudou a fundar o SUS.”

Perceba que uma das premissas do lead no jornalismo é que o texto seja objetivo, direto e atrativo para o leitor, sem palavras ou termos difíceis de entender.

O que é lead no marketing?

Por outro lado, o lead no marketing é um conceito completamente diferente. Aqui, o lead é um “cliente em potencial”.

O que isso quer dizer? O cliente em potencial é um indivíduo que demonstrou interesse em um produto ou serviço ofertado por uma empresa.

Como a empresa sabe disso? Porque o indivíduo fornece seus dados, como nome, telefone e e-mail, através de um formulário ou cadastro na internet, para ter acesso a determinado material ou experiência.

A partir daí, o lead autoriza a empresa contatá-lo novamente no futuro com outros conteúdos e/ou ofertas, podendo gerar uma venda, a assinatura de um serviço e outros tipos de conversão.

Exemplificando

Quer um exemplo para ficar mais claro? Digamos que você encontrou um e-book gratuito sobre como cuidar da contabilidade da sua empresa. Então, você preenche o formulário para baixar o material e entra para a base de dados da empresa.

Depois, a empresa passa a lhe enviar conteúdos relacionados ao assunto de interesse. Por exemplo, um guia de contabilidade para pequenos negócios, dicas de finanças, empreendedorismo etc.

Assim, nutrindo um relacionamento até que você esteja pronto para converter.

No fim, há muitas chances de você deixar de ser apenas um lead da empresa para se tornar um cliente efetivamente. Ao comprar um curso, um material pago ou mesmo uma consultoria para melhorar o seu negócio.

Percebe que a abordagem da empresa é mais natural, e o contato, menos invasivo? Afinal, foi o lead quem demonstrou interesse inicial no produto ou no serviço. Esta é a premissa do inbound marketing (ou marketing de atração).

Considerações finais

Viu por que às vezes pode rolar uma confusão entre os profissionais da comunicação quando debatemos o que é lead?

Embora o termo seja exatamente o mesmo, o conceito transita entre regras e estrutura da redação jornalística para um campo completamente diferente, que diz respeito ao funil de vendas e à jornada de compra do cliente.

Portanto, agora que você já sabe o que é lead no jornalismo e no marketing, pode dar um passo adiante e explorar mais assuntos dentro de ambas as áreas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso