Usuário fazendo uma pesquisa em um buscador

Na última segunda-feira (18), os buscadores Microsoft Bing e Yandex anunciaram um novo protocolo aberto chamado IndexNow que promove a indexação imediata de conteúdo. A notícia foi compartilhada pelo time de Webmaster Tools do Bing no blog oficial do mecanismo de busca.

Além de melhorar a experiência dos usuários e profissionais de SEO, o objetivo é criar uma internet mais eficiente. Isso porque o rastreamento “exploratório” dos mecanismos de busca se torna menos necessário, já que webmasters podem sinalizar quando realizam mudanças significativas em suas páginas.

Atualmente, somente o Microsoft Bing e Yandex aderiram à iniciativa, que pode ser implementada facilmente através de uma API.

Segundo o portal Search Engine Land, o Google já está ciente da existência do protocolo, mas ainda não participa nem planeja implementá-lo em sua busca em um futuro próximo. Atualmente, o Google reúne 87% de todas as buscas realizadas na internet, seguido pelo Bing (com 7%) e pelo Yahoo! (com 3%).

Market share de diferentes buscadores entre janeiro de 2010 e setembro de 2021 fornecido pelo Statista

Vantagens de acelerar o processo de indexação

Para qualquer site que utiliza estratégias de SEO para aquisição de tráfego, é essencial que mudanças e otimizações sejam reconhecidas com agilidade pelos mecanismos de busca. Entretanto, quem trabalha na área sabe que os resultados demoram a chegar, parcialmente pela demora dos buscadores em rastrear e indexar o conteúdo novo.

Segundo a Microsoft, com os dias ou semanas que se passam até que novas URLs sejam descobertas e indexadas, os sites perdem possível tráfego, clientes, e vendas — ou outros tipos de conversão.

Além disso, o usuário também sai em desvantagem, já que deixa de encontrar conteúdo atualizado que pode ser relevante para o problema que busca resolver.

Como funciona o IndexNow

Com o protocolo aberto IndexNow, webmasters terão a liberdade de sinalizar diretamente aos mecanismos de busca quando adicionarem ou atualizarem uma página de seu site.

Assim, o processo de rastreamento e indexação daquela página específica será adicionado à fila de prioridade, para que seja completado o mais rápido possível. Não será mais necessário aguardar até que o rastreador escaneie o site inteiro, como ainda é a regra em buscadores como o Google.

Já existe uma documentação completa sobre o IndexNow, que explica como o protocolo funciona, indica como fazer a implementação e responde algumas dúvidas frequentes dos usuários.

Quem já está implementando

Muitos sites de larga escala já estão trabalhando para implementar o IndexNow, como é o caso do eBay, LinkedIn, MSN e GitHub. Isso porque o funcionamento do protocolo é muito similar à API de envio de URLs para webmasters do Microsoft Bing, criada no início deste ano.

Ou seja, quem publica seu conteúdo nesses sites já poderá aproveitar os benefícios da indexação imediata sem se preocupar com implementar corretamente.

Os CMSs WordPress, Wix e Duda também estão na lista dos grandes players que estão no processo de adotar o IndexNow, além dos CDNs Cloudflare e Akamai.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba nossos melhores conteúdos por e-mail.

Você pode gostar disso

Google lança atualização anti-spam de novembro de 2021 no algoritmo de busca

Profissionais de SEO podem identificar volatilidade de tráfego nos próximos dias

Google lança guia com boas práticas para escrever tags title

O Google acaba de lançar, através do Google Search Central, uma série…

Google implementa rolagem contínua na página de resultados de busca em dispositivos mobile

Na última quinta-feira (14), o Google anunciou que está trazendo a funcionalidade…

Atualização do Google Search Quality Raters Guidelines: YMYL, conteúdo de baixa qualidade e mais

O Google acaba de lançar uma atualização para as Search Quality Raters…