Em uma época em que 60% das empresas do país precisaram mudar seus processos para sobreviver, segundo afirma a pesquisadora Stephanie Woerner, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), cada vez mais se busca conhecer e aprender sobre novos métodos e conceitos. Por isso, o método Kaizen vem sendo cada vez mais buscado por líderes e gestores empresariais.

Além disso, mais que um sistema de gerenciamento corporativo, o método Kaizen funciona como uma filosofia de vida que implica a busca contínua da melhoria em diversos aspectos.

Se você quer saber o que é este método que atua na gestão de empresas como ferramenta de otimização de processos, então, confira aqui como ele funciona e conheça 3 exemplos da metodologia aplicada na prática.

O que é o método Kaizen?

A palavra Kaizen possui origem japonesa que traduzimos para “mudança para melhor”. Com base nisso, a ideia central deste método é o da melhoria contínua. Ou seja: “Busque sua melhor versão” e pode ser aplicado, não só na vida profissional, como pessoal, familiar e social.

Basicamente, o método Kaizen é uma ferramenta usada para a busca da melhoria contínua. Isso porque, o conceito surgiu após a Segunda Guerra Mundial, no Japão. Ao final da guerra, com o país devastado, o governo iniciou vários processos para recuperar empresas e indústrias.

Neste contexto, surgiu o método Kaizen, focado na otimização de qualidade dos processos. Segundo sua metodologia enraizada na cultura oriental, todos os indivíduos de uma empresa precisam se comprometer com a redução de custos e desperdícios, assim como aumentar a produtividade.

Atualmente, o professor Masaaki Imai, considerado o pai do Kaizen, leva os ensinamentos e as práticas do tema para o mundo inteiro.

Como funciona este método

O método Kaizen funciona através do acúmulo de pequenos processos de mudanças que geram grandes impactos positivos a longo prazo. Deste modo, o método garante um processo de melhoria contínua.

Mas, como o método faz isso?

Por meio da combinação de diferentes elementos. Por exemplo, uma diferencial, neste caso, é que as melhorias não são implantadas através de uma equipe externa, mas sugeridas pela própria pessoa que realiza o trabalho.

Ou seja, ao surgir um problema, o colaborador se reúne com a equipe para uma sessão rápida de discussão e brainstorming e somente a partir daí decidem que atitudes tomar.

Para esclarecer essa combinação de elementos do método, confira alguns preceitos da filosofia que sustenta o Kaizen, conforme Massaki Imai:

  • Focar na construção de qualidade do produto;
  • Minimizar o custo total e evitar desperdícios;
  • Realizar projetos fáceis de aplicar;
  • Incentivar o trabalho em equipe, em um ambiente onde todos trabalhem de forma eficaz;
  • Diminuir divisão de departamentos e focar na colaboração das áreas;
  • Instituir uma cultura que favoreça a educação, o auto-aperfeiçoamento e treinamentos constantes;
  • Esclarecer que a transformação é o trabalho de todos e o lema é “aprender fazendo”.

Enfim, como você pode ver, o método Kaizen ultrapassa a melhora na produtividade.Isso porque, quando bem executado, ele humaniza o ambiente de trabalho, eliminando processos desnecessários e ensinando as pessoas a evitar desperdícios.

3 exemplos do método Kaizen na prática

Como você viu, o método Kaizen também é uma filosofia, ou seja, uma maneira de pensar. Deste modo, seus preceitos precisam ser tratados como mantras na aplicação do método.

Além disso, quando o cenário é empresarial, todos precisam participar de sua execução, desde a produção aos líderes, passando por todas as áreas da empresa.

Entretanto, o método pode ser aplicado em qualquer contexto. Então, confira 3 exemplos do método, na prática:

Aeris

A Aeris é uma empresa do ramo de Energia Renovável que utiliza o método Kaizen para se destacar no setor. Em 2018, a companhia renovou seu programa “Valorizando ideias e Sugestões”, aplicando algumas ações simples da metodologia, tais como:

  • Estímulo de participação dos colaboradores;
  • Manutenção do programa aquecido e engajamento da equipe;
  • Transformação de ideias em resultados.

Deste modo, a empresa aumentou a produtividade de seus colaboradores, cortou custos desnecessários e ainda apresentou um retorno de R$6,80 para cada real investido.

Zen S.a

A Zen S.a é uma empresa do setor automotivo, criada em 1960 que multiplicou seus lucros após implantar o método Kaizen em seus processos. Em síntese, veja como a empresa reforçou os preceitos da metodologia:

  • Aprofundamento do senso de padronização;
  • Reforçamento de bons resultados;
  • Replicação de ações e projetos positivos em outras áreas;
  • Foco na organização e segurança dos colaboradores.

Assim, a companhia apresentou um crescimento de 20% em 7 anos e diminuiu o tempo de produção de suas peças em até 75%. Fascinante, não é?

CCP: Cyrela Commercial Properties S/A

A CCP é uma empresa que atua no segmento de prédios comerciais e shopping centers desde 2007, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Em 8 meses de aplicação do método, a empresa levantou 127 sugestões de implementação real. Em 2020, 54 dessas propostas começaram a entrar em prática. Desta forma, a empresa se baseou em 5 pilares para direcionar seus processos:

  • Melhoria contínua;
  • Impacto financeiro;
  • Desejado pelo cliente;
  • Impacto positivo no entorno;
  • Novidade no mercado.

Portanto, a CCP também alcançou resultados incríveis, obtendo um ROI de R$8,62 para cada real investido.

Além da implementação de bônus, treinamentos e eventos constantes sobre a inovação. Transformando, assim, o método Kaizen em uma realidade cotidiana e permanente na empresa.

Conclusão: Método Kaizen busca melhoria contínua

Como você viu, o método Kaizen possui como premissa a busca pela melhoria contínua, seja na qualidade de produtos ou na otimização de processos e serviços.

Isso ocorre porque a metodologia segue um padrão cuja base é ouvir mais, promover discussões, incentivar feedbacks e implementar as melhores opções decididas em conjunto.

Já na vida pessoal, em resumo, o método serve para simplificar tarefas cotidianas, visando a distribuição de um objetivo em pequenas tarefas, até que, gradualmente, se alcance o resultado desejado.

Mas, vale ressaltar a importância de aplicar a metodologia todos os dias, ou seja, a persistência é um fator determinante neste contexto.

Por fim, agora que você já entendeu o método Kaizen, pode utilizá-lo como ferramenta em seu trabalho e alcançar a sua melhor versão, seja profissionalmente ou em outros contexto de sua vida pessoal.

Você gostou deste artigo? Para conferir outros temas como esse, confira nosso site e conheça outros recursos e ferramentas que servem para otimizar processos.

1 comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso