Os gatilhos mentais no marketing digital são fatores que contribuem com a tomada de decisão impulsiva do indivíduo, levando-o com agilidade à conversão.

Eles levam a uma ação no “piloto automático”. Ou seja, a pessoa nem pensa sobre o que está realmente fazendo.

Quer um exemplo? Imagine que você precisa de um tênis novo. Por isso, começa a pesquisar em sites, vai até em algumas lojas físicas, mas está em dúvida sobre qual o melhor modelo.

De repente, vê uma promoção com R$ 50 de desconto nas últimas unidades.

O que você faz? Provavelmente, compra. Afinal, o gatilho mental da urgência atuou sobre o seu psicológico e você passou a precisar daquele tênis porque a oferta está acabando, mesmo que ele nem tenha estado no seu radar.

Agora, pense no sentido contrário. Esse não é exatamente o sentimento que você quer despertar no seu cliente? É claro que sim. Até mesmo porque ajuda a aumentar seu faturamento, já que as decisões são tomadas no impulso.

Então, como usar os gatilhos mentais nas campanhas de marketing digital? Veja as dicas que preparamos para você aplicar agora no seu negócio!

Quais são os principais gatilhos mentais no marketing digital?

Para começar, você deve saber que o objetivo de usar os gatilhos mentais é adotá-los como técnica de persuasão. Assim, o marketing digital aproveita o comportamento padrão do consumidor para ajudar a empresa a vender mais.

Por isso, existem várias estratégias que podem ser usadas. Porém, algumas delas tendem a trazer mais resultados. Elas são os gatilhos de:

Autoridade

Ajuda a despertar a confiança, fazendo o consumidor comprar da sua empresa por entender que é uma referência.

Um exemplo desse gatilho é a propaganda da CAOA Chery. Ela afirma ter o melhor carro do segmento, o que é supostamente comprovado por pesquisas do Jornal do Carro.

Além do texto incisivo, ainda há a música que traz a sensação de que essa fabricante de veículos é melhor do que a concorrência.

Reciprocidade

Ocorre quando você explora o sentimento de retribuição. Ou seja, entrega um conteúdo de valor ou uma informação inteligente para que o consumidor ofereça algo em troca. Por exemplo, seus dados no cadastro de uma landing page.

Novidade

Tem o objetivo de mostrar que sua empresa tem algo diferente que a concorrência não tem. Por isso, é preciso usar textos instigantes, que agucem a vontade do consumidor em conhecer o seu produto ou serviço.

Esse gatilho mental de marketing digital também está relacionado ao sentimento de exclusividade, já que é algo novo.

Prova social

A ideia é mostrar que determinado produto ou serviço é bem aceito pelo público. Por isso, é um bom motivo fechar negócio com a sua empresa.

Um exemplo é quando a Open English alega ter 1 milhão de alunos. Outro são as marcas que usam os comentários do Facebook ou de outra rede social para se promover.

Escassez

O gatilho usado quando um produto está acabando. É o caso dos e-commerces que usam a técnica do “resta 1”.

Provavelmente, tem mais peças em estoque. Mas o fato de piscar um anúncio que diz que “existem poucas unidades restantes” faz com que você tenha o impulso de comprar antes que acabe.

Urgência

Esse gatilho mental é similar ao anterior, mas foca em um prazo que está acabando. Por exemplo, “é o último dia para você comprar com 10% de desconto”.

Ou seja, o consumidor precisa tomar sua decisão rapidamente para aproveitar a redução de preço.

Por que usar os gatilhos mentais no marketing digital?

No marketing digital, o objetivo é convencer o usuário de que ele precisa de algo. Os gatilhos mentais fazem exatamente isso.

Com isso, vários benefícios são alcançados. Entre eles estão:

  • aumento da taxa de conversão;
  • crescimento da receita;
  • interferência na jornada de compra para agilizar o processo decisório;
  • redução no índice de falhas;
  • melhoria no relacionamento com o consumidor.

Como usar os gatilhos mentais na sua estratégia de marketing digital?

Nenhuma ação de marketing tem uma fórmula pronta a ser seguida. No entanto, existem algumas medidas que ajudam a aplicar os gatilhos mentais da forma correta. Algumas delas são:

  • Saiba quem é seu cliente: além de conhecer suas características, mapeie a jornada completa do cliente para saber como ele se envolve com a sua marca. Ou seja, identifique os pontos de contato para encontrar oportunidades;
  • Crie personas: use seus clientes reais para imaginar as personas, esses personagens semifictícios. Assim, é possível entender melhor o comportamento, hábitos e gostos dos seus clientes
  • Defina os gatilhos certos: verifique o que funciona melhor para as suas personas. Os que citamos são os mais comuns no marketing digital. Lembre-se de ter criatividade e de criar textos envolventes;
  • Use os meios adequados: os gatilhos mentais podem ser usados em conteúdos de blogs, redes sociais, e-mail marketing, página de vendas, landing pages etc.;
  • Revise os gatilhos com o tempo: as tendências mudam e sua empresa precisa se adaptar ao mercado. Por isso, fazer essa revisão é uma forma de melhorar o desempenho das campanhas de marketing digital.

Como você pôde perceber, aplicar os gatilhos mentais em campanhas de marketing digital depende de práticas simples. Ainda assim, elas são fundamentais para o sucesso do seu negócio, porque ajudam o comprador a tomar sua decisão.

E você, já aplica os gatilhos mentais nos textos da sua empresa? Saiba como escrever texto para blog e tenha mais precisão na hora de atrair clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso

Como fazer uma newsletter: 6 dicas para usar esse canal ao seu favor

A newsletter é uma estratégia com muitas vantagens. Aprenda como usá-la a seu favor!

Sua campanha de Natal precisa dessas 6 ações de marketing digital para vender mais

O final do ano está chegando e, com ele, a procura por…