Já é batido afirmar que a transformação digital trouxe cada vez mais volatilidade ao mercado, e que a maioria das empresas luta para acelerar o processo de adaptação.

Entretanto, mais do que saber as características desse cenário, é preciso entender como navegá-lo. O futuro do trabalho já está aí, e existe uma metodologia que pode facilitar essa transição para as equipes de marketing.

Continue com a gente para aprender o que é Agile Marketing e como esse conceito pode ajudar a atingir o sucesso em um cenário inconstante e imprevisível.

O que é Agile Marketing?

O Agile Marketing é uma metodologia da gestão ágil de projetos que tem o foco total no cliente, onde papéis e processos são estruturados em ciclos de trabalhos curtos e incrementais.

A ideia é separar uma grande entrega em várias etapas.

Elas vão sendo concluídas em pequenos intervalos e contribuem para tornar uma determinada solução cada vez mais completa.

Inicialmente, a metodologia ágil foi pensada para a área de desenvolvimento de software. Entretanto, a estrutura é tão benéfica e maleável que empresas de todos os segmentos passaram a adotá-la.

Ou seja, para uma equipe de marketing, a solução da qual estamos falando pode ser:

  • uma campanha para o lançamento de um produto específico;
  • a execução do planejamento estratégico de longo prazo;
  • uma força-tarefa para a otimização de conteúdos antigos no blog;
  • a criação de um guia de atendimento para a equipe de vendas;
  • entre outros projetos que pautam o trabalho do setor.

Premissas do Agile Marketing

O Agile Marketing possui valores oficiais, que foram definidos em conjunto a partir dos criadores do conceito.

Entretanto, aqui vão alguns pontos rápidos para ajudar você a entender melhor o contexto dessa metodologia aplicada ao marketing:

  • Foco no usuário: só é possível atingir os resultados estratégicos se a equipe está de acordo com o que os consumidores esperam da solução.
  • Ciclos curtos: à medida que o mercado muda tão rapidamente, não faz sentido definir rodadas longas de trabalho para pautar o desenvolvimento da solução.
  • Alinhamento contínuo: toda a equipe deve estar na mesma página quanto ao status de cada tarefa que deve ser desempenhada para evoluir com o todo.
  • Flexibilidade: é necessário fazer ajustes e se adaptar aos novos cenários constantemente, o que requer maleabilidade quanto ao trabalho e à colaboração.

Manifesto e valores do Agile Marketing

A metodologia ágil surgiu em 2001 para pautar o desenvolvimento de software com o Agile Manifesto. Ele traz uma série de princípios para guiar esses processos, sendo que os principais valores são:

  • ​​Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas.
  • Software em funcionamento mais que documentação abrangente.
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos.
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano.

Até que podemos aplicar essas premissas gerais para a gestão de marketing, né?

Entretanto, faz mais sentido conceber valores próprios para esse segmento, visto que há diferenças palpáveis para o desenvolvimento de software.

Sendo assim, a empresa de consultoria ágil holandesa SprintZero criou o Manifesto com essas diferenças em 2012. (Clique aqui para ler o manifesto completo) Como é de se esperar, os princípios passam por constantes atualizações. A última foi em setembro de 2021.

Portanto, os valores do Agile Marketing são:

  • Foco no valor para o cliente e nos resultados do negócio sobre a atividade e produção.
  • Agregar valor no início e frequentemente mais que esperar pela perfeição.
  • Aprender com experimentos e dados mais que opiniões e convenções.
  • Promover a colaboração multifuncional mais que silos e hierarquias.
  • Responder à mudança mais do que seguir um plano estático.

Metodologias ágeis para aplicar na gestão de marketing

A metodologia ágil é uma definição ampla para gestão de projetos, que trata dos valores empíricos da jornada de desenvolvimento.

Dentro desse escopo, existem diferentes frameworks que servem para estruturar as etapas da gestão de marketing de maneira mais palpável.

Nesse caso, é possível escolher qual se adapta melhor à realidade de cada equipe, e fazer os próprios ajustes para otimizar o formato ao máximo.

Scrum

O scrum é um framework de metodologia ágil que se baseia em:

  • estabelecer papéis específicos para cada membro da equipe;
  • e conduzir eventos com periodicidade e objetivo pré-definidos.

A sprint é a estrutura principal, que fornece uma visão macro sobre o projeto e determina os prazos de cada etapa. Nela, todas as tarefas ainda pendentes para o desenvolvimento completo da solução estão descritas no product backlog.

Em cada sprint, algumas tarefas do backlog são escolhidas para serem postas em prática. Quem faz essa seleção em conjunto são os profissionais:

  • Scrum Master: é o embaixador da produtividade e eficiência do scrum, que equilibra as necessidades do time e do Product Owner e impede que distrações externas prejudiquem o trabalho.
  • Product Owner (P.O.): é o responsável pelo produto como um todo, que recebe as demandas dos stakeholders externos e gerencia o backlog, definindo a ordem de aplicação de cada recurso.
  • Scrum Team: são os profissionais que integram o time do scrum. É uma equipe multidisciplinar que possui especialistas em todas as áreas que permeiam o desenvolvimento do produto.

Também existem rituais que guiam o alinhamento e a produção dos diversos profissionais do scrum.

A estrutura desse framework daria um artigo inteiro sozinho! Para saber mais, leia nosso post sobre scrum no marketing digital, escrito pela agilista Bruna Fonseca.

Kanban

O Kanban é um dos frameworks de Agile Marketing mais populares. Ele é muito flexível e fácil de implementar, o que garante uma adoção ampla no que tange à gestão de equipe.

A premissa do Kanban é garantir que qualquer integrante do time possa visualizar as tarefas pendentes, em andamento e concluídas.

Geralmente, existem colunas que representam cada etapa do processo, e cada tarefa ganha seu próprio post-it. À medida que cada fase é vencida, o papelzinho vai andando de coluna em coluna, até chegar na etapa de concluído.

Por exemplo, usávamos o Kanban para trabalhar com produção de textos de blog para clientes na Mateada.

Cada coluna era uma etapa que todos os textos precisavam atravessar: pauta, redação, revisão 1, revisão 2, aprovação e publicação. E cada tarefa era um texto, que ia da pendência à conclusão.

Inicialmente, o Kanban foi pensado no meio físico, usando um quadro-branco e um monte de post-its.

No ambiente digital, já existem várias ferramentas que possibilitam a aplicação desse framework, como o Trello e o Runrun.it.

Conclusão: benefícios do Agile Marketing

Bom, já deu para ver que aplicar o Agile Marketing na sua gestão pode trazer grandes vantagens, né? Mas não sou só eu que estou dizendo isso, não.

38% dos profissionais que já aplicam a metodologia na equipe disseram que o maior benefício é poder mudar a direção de projetos rapidamente, com base em feedbacks reais, para atingir melhores resultados.

Ou seja, nada de despender esforços para o que não vai trazer efeitos positivos!

Ao mesmo tempo, 36% das pessoas também apontaram que a priorização do trabalho fica bem mais efetiva com o Agile.

E 30% disseram haver um maior alinhamento quanto aos objetivos de negócio da empresa como um todo.

Então, o que você está esperando para trazer essa metodologia para o dia a dia da sua equipe?

Conte com a gente para ajudar nesse processo! A seção de comentários está aí para você tirar suas dúvidas 🙂 Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso