Você já ouviu falar em moodboard? Também chamado de painel semântico, essa é uma ferramenta visual que ajuda na hora de conseguir inspiração e desenvolver conceitos. Além disso, permite organizar ideias relativas a conteúdos, layouts, estilos, propostas e o que mais for necessário.

Esse é um dos motivos que faz essa ferramenta ser utilizada na área do marketing digital. Afinal, é uma possibilidade de trazer eficiência aos projetos e saber exatamente o que você pretende fazer e onde deseja chegar.

Leia mais: 5 principais ferramentas de Gestão de Projetos Ágeis para sua agência de Marketing Digital

Achou interessante? Confira mais detalhes sobre o painel semântico e entenda como usar na sua empresa. Boa leitura!

O que é moodboard?

O moodboard é um painel semântico composto de diversos elementos visuais que mostram a essência de um projeto, uma marca, um produto etc. Basicamente, é formado por diferentes imagens, ilustrações, vetores, vídeos e semelhantes. Por isso, esse é um recurso muito usado na publicidade, no design gráfico, na moda e na arquitetura.

A ideia do painel é trazer inspiração e organizar as ideias. Por isso, ele ainda pode trazer mais referências, como:

  • Cores;
  • Texturas;
  • Formas;
  • Comidas;
  • Cenários;
  • Literatura;
  • Música;
  • Cinema.

O que importa é utilizar aquilo que faz sentido para a sua empresa e o seu projeto. Assim, é possível obter vários insights com o propósito de representar sua marca e seus conceitos, além de projetos passíveis de realização.

Outras funções claras do moodboard são contribuir para a definição da identidade visual da sua empresa e a criação de apresentações de projetos a clientes. Dessa maneira, essa ferramenta oferece vários benefícios. Por exemplo:

  • Geração de ideias;
  • Brainstorming;
  • Melhoria do resultado final das campanhas.

Como usar o painel semântico?

O moodboard pode ser criado de várias maneiras diferentes. As principais são:

  • Photoshop e outros programas de edição de imagens. Nesse caso, são utilizadas opções disponíveis em bancos gratuitos;
  • Redes sociais e apps. Por exemplo, Canva, Pinterest, Niice e GoMoodboard;
  • Papel ou até mesmo na parede, personalizando o seu espaço de trabalho.

Leia mais: As 10 melhores opções de bancos de imagens gratuitos

Perceba que o grande propósito é visualizar o resultado final da sua empreitada de maneira mais concreta e previsível. Para isso, é possível usar um meio digital ou físico. Qualquer que seja a sua opção, veja como criar o seu painel semântico para utilizá-lo da forma correta:

  • Defina um objetivo: saiba para que vai utilizar o moodboard;
  • Escolha o estilo do design: entenda o que será feito com essa ferramenta e qual é a personalidade do público-alvo;
  • Busque referências: procure ideias com a concorrência, veja as cores utilizadas, os objetos utilizados, as representações gráficas e mais;
  • Selecione a paleta de cores: as tonalidades usadas devem ser condizentes com os objetivos do projeto;
  • Utilize texturas: são boas alternativas para se aprofundar nas ideias e ter outras sugestões;
  • Organize as imagens: utilize referências e faça agrupamentos. Caso use um painel físico, cole post-its, que podem ser facilmente manuseados;
  • Opte por uma boa tipografia: a escrita pode fazer toda a diferença. Por isso, escolha uma boa fonte, que combine com o projeto e facilite a leitura.

Lembre-se de que o moodboard é uma ferramenta que pode ser utilizada internamente ou para apresentar aos clientes. O que importa é verificar as possibilidades e o que faz sentido para o seu projeto. Assim, fica mais fácil utilizar o painel semântico da forma correta e viável.

Se você gostou dessa ferramenta, leia outros conteúdos do blog da Mateada e assine a newsletter. Assim, você receberá os melhores artigos diretamente no seu e-mail.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso