Desde os tempos mais remotos, a comunicação escrita sempre foi um recurso necessário. Para se ter uma ideia, a história da escrita teve origem no período da pré-história, quando os homens se comunicavam por intermédio de desenhos na parede.

Esse tipo de desenho era chamado de pintura rupestre e tinha a finalidade de transmitir as ideias, desejos e necessidades dos povos daquela época.

É claro que, a arte rupestre não pode ser caracterizada pela escrita em si, já que não se tratava de algo padronizado. No entanto, ela foi o início da comunicação entre os seres humanos, e após isso, muita coisa mudou.

A escrita sistematizada só apareceu por volta de 3.500 a.C., quando foi desenvolvida a escrita cuneiforme pelos sumérios, e a partir disso, surgiram escritos com os hieróglifos, argilas, cerâmica, papiro, pergaminho, até chegarmos a máquina de escrever em 1.867.

Todas as modificações na escrita foram passos importantes para a humanidade, não somente pela comprovação em registros históricos, mas principalmente por representar as formas de ler e interpretar o mundo.

A mudança na escrita é tão evidente que, atualmente, por fazermos parte de uma geração dominada pela tecnologia, a comunicação tem sido muito maior por meio do uso de aparelhos eletrônicos, como celulares e computadores.

O uso desses dispositivos facilitou a linguagem digital, especialmente em ambientes de trabalho, onde os funcionários precisam se comunicar por e-mail com os colegas e gestores.

No entanto, a internet trouxe uma escrita menos rica, principalmente pelo uso de gírias e abreviações.

Escrever bem é uma habilidade essencial em qualquer âmbito, seja ele social, estudantil ou profissional. Aqueles que demonstram afinidade com a escrita, se destacam por esse diferencial.

Por esse motivo, separamos algumas dicas para que você compreenda como escrever bem e saiba que isso não é um privilégio, e sim, um hábito que pode ser aprimorado dia após dia. Acompanhe a leitura e coloque tudo em prática!

Por que é importante escrever bem?

A comunicação é fundamental aos seres humanos. É por meio dela que se dá o convívio da sociedade, com a troca de conhecimento e compartilhamento de informações pertinentes.

Um texto bem estruturado, ainda que seja informal, garante que o interlocutor seja capaz de interpretar a mensagem escrita e abre infinitas portas.

Uma prova disso é que, para ingressar no ensino superior, a redação tem um peso bem considerável nas provas, assim como em processos seletivos ou testes para trabalhar em áreas públicas.

Com o avanço tecnológico, a escrita tornou- se a forma principal de comunicação, especialmente em ambientes corporativos.

Desse modo, escrever bem é essencial para os que desejam desde uma boa interação social até o alcance profissional com bons cargos e uma carreira de sucesso.

O que é escrever bem?

Grande parte das pessoas ainda associam que para escrever bem é necessário apenas conhecer e dominar as regras gramaticais, mas muito se engana quem pensa assim. Saber a língua portuguesa não é o suficiente, mas obviamente é um grande passo.

O mais importante é que o texto escrito cumpra o seu objetivo, seja compreendido pelo leitor e o faça agir, caso tenha a resolução para um determinado problema ou a indicação para a compra de um produto, por exemplo.

Escrever vai além de abrir a tampa do computador e digitar, são inúmeros hábitos que podem auxiliar nesse processo, além de técnicas e diversas maneiras de organizar o conteúdo que será produzido.

Se você deseja trabalhar com escrita, se destacar por meio dela ou melhorar aquilo que já conhece, este conteúdo pode te ajudar!

Abaixo, listamos 10 dicas de como escrever bem, entre elas destacamos a importância de conhecer quem é o seu leitor e como tornar a sua comunicação escrita ainda mais dinâmica. Vamos lá?

10 dicas de como escrever bem

Antes de apresentarmos as dicas, é fundamental esclarecer que para escrever bem é necessário praticar, ou seja, seguir essas recomendações são importantes, porém, a assiduidade é o que te levará ao sucesso dos seus textos.

Dito isso, você está pronto para conhecer as 10 dicas de como escrever bem. Continue aqui!

Conheça o seu público

Para uma escrita clara e objetiva é necessário conhecer o público para o qual você está escrevendo.

É fundamental que você tenha as respostas que eles procuram e aborde assuntos relevantes no seu texto. Além disso, quando escrevemos, nos preparamos antes, por meio de pesquisas e fontes que comprovem as nossas teorias.

Por isso, saber quem são as pessoas que estão interessadas no que você tem a escrever, facilita o processo.

Leia e pesquise bastante

Como mencionado anteriormente, antes da escrita vem o preparo. E para se preparar nada melhor que ler e pesquisar bastante, sobre os mais diversos assuntos.

A leitura é uma das ferramentas que mais auxiliam na escrita, isso porque, quem lê muito, desenvolve um vocabulário mais amplo, o que é primordial na hora de produzir um texto.

Além disso, com a internet ficou mais fácil se atualizar sobre os temas que estão em alta e até mesmo aqueles que não conhecemos muito bem. Sendo assim, dá para pesquisar todo o tipo de assunto e por meio da leitura, aprender as características de cada texto.

Quando você for escrever um texto de entretenimento, saberá a diferença entre um jornalístico, por exemplo.

É importante destacar que não é somente saber escrever, mas sim, conhecer os mais variados tipos de escritas e estrutura de cada uma delas.

Torne a sua escrita escaneável

É claro que, como já destacamos, existem inúmeros tipos de texto. Desde uma simples mensagem informal até artigos profissionais para blogs e sites.

Independentemente de qual seja o objetivo do seu texto, já não é novidade para ninguém que, com o passar do anos, as pessoas passaram a ler menos e mais rápido, ou seja, se o texto não agrada de primeira, a maioria nem continua a leitura.

Por isso, é importante que o seu texto, especialmente quando for escrito para uma página da internet, seja escaneável, isto é, ele deve ser composto de:

  • Subtítulos: usar cabeçalhos para quebrar as partes do seu texto é fundamental para uma leitura mais dinâmica;
  • Bullet points: os bullet points são exatamente o que você está visualizando agora, pontinhos que tem como finalidade separar os itens que são mencionados dentro de um texto;
  • Negrito: enfatizar os pontos importantes da sua escrita por meio do negrito, faz com que o leitor se atente mais ao que é fundamental;
  • Imagens: a associação de imagens e subtítulos funciona muito bem para as transições entre os fragmentos do texto;
  • Legibilidade: é importante construir um texto que seja de fácil leitura, isto é, tanto em questões de layout como a forma em que as informações são descritas. Para saber mais sobre a legibilidade, acesse esse conteúdo aqui.

É muito importante também a escrita de sentenças curtas. Textos com parágrafos muito longos tendem a afastar o leitor. Quando você escreve frases menores, passa a impressão de uma leitura mais rápida, sendo mais fácil de conquistar a pessoa que está lendo.

Essa dica é fundamental para você que, além de escrever, deseja aplicar estratégias de SEO aos seus artigos para que eles se posicionem bem nos mecanismos de buscas.

Organize suas ideias

De nada adianta ter uma super ideia e não saber organizá-la na hora de passar para o papel.

Escrever bem consiste em saber estruturar as partes do texto, ou seja, é importante que a sua escrita tenha começo, meio e fim.

Parece uma dica óbvia, não é mesmo? Mas, acredite: muita gente tende a escrever coisas que são vistas como “sem pé nem cabeça”, simplesmente por não organizar as ideias de maneira correta.

Para facilitar, anote tudo o que você quer escrever sobre determinado assunto em um rascunho e vá organizando de acordo com a ordem dos acontecimentos.

Por exemplo, se você for escrever sobre a história do Brasil, é importante que divida o texto em datas e circunstâncias. É inviável contar alguma coisa fora da ordem, além de confundir a história, faz com que o leitor não compreenda os eventos.

Não seja uma pessoa prolixa

Uma pessoa prolixa nada mais é que alguém que utiliza palavras demais para falar sobre coisas simples.

A diminuição de longos parágrafos, como já explicamos, é importante para uma boa escaneabilidade e para isso, cortar sentenças que rodam, rodam e ficam no mesmo lugar é fundamental.

Quanto mais palavras você escreve, maiores são as chances da não compreensão ou interpretações ambíguas, por essa razão ser claro e direto preserva até mesmo a coerência do que está sendo explicado.

Um texto não simplificado é o mesmo que um texto sem função. E para que o seu não seja visto dessa forma, lembre-se que “menos é mais” e descomplique a sua escrita.

Evite abreviações

Nada mais chato em um texto do que ter que ficar adivinhando o que uma abreviação quer dizer.

Por mais que a internet tenha nos familiarizado com abreviações como: vc, blz, tbm, pq, entre outras, em um texto isso deve ser evitado.

Primeiramente pelo seu vocabulário que pode ser comprometido e segundo porque nem sempre o leitor vai entender determinada abreviação, fazendo com que, muitas vezes, a escrita não seja compreendida.

Use sinônimos

O uso de sinônimos é uma das principais dicas para escrever bem. Para que você entenda de maneira clara, analise o trecho abaixo:

“O Silvio Santos é um excelente apresentador. O Silvio Santos passa credibilidade aos seus fãs.”

Você pode notar que a frase escrita acima está muito mal construída, isso porque não foram utilizados sinônimos para deixá-la mais harmoniosa.

Com o uso de sinônimos, ela ficaria assim:

“O Silvio Santos é um excelente apresentador. O dono do SBT passa credibilidade aos seus fãs.”

Para se referir ao Silvio Santos, você pode usar sinônimos como: dono do SBT, ou o homem do baú, por exemplo. Desta forma, você pode falar da mesma pessoa, sem a necessidade de repetições no texto. Por isso, use e abuse dessas palavras.

Conte com boas ferramentas

Assim como é importante usar sinônimos, contar com boas ferramentas na hora de escrever também é.

Para fazer a busca de sinônimos, você pode contar com um site que irá te auxiliar nessa missão como o sinônimos.

Além deste, outras páginas podem ser grande aliadas na hora da escrita, como é o caso do dicionário priberam que conta com uma infinidade de significados para tirar você do sufoco quando se depara com uma palavra desconhecida.

Uma outra ferramenta que pode te ajudar na hora de escrever o seu texto é o corretor ortográfico. Mas, atenção! Apesar de ser um excelente recurso para identificação de erros, ele não substitui um profissional de revisão.

Para finalizar essas indicações, você pode contar com o detector de plágio online, que é um site responsável por identificar se existe conteúdo duplicado no seu texto.

Revise o seu texto antes de publicá-lo

Ainda que nada substitua um revisor profissional, entregar ou publicar um texto sem revisar é o maior dos erros.

Você pode optar por revisá-lo no dia seguinte, pois assim você estará mais descansado e o seu texto terá “descansado” ou pode pedir para que um amigo faça a leitura para você.

Se você tiver recursos para contratar alguém que faça revisões de todos os seus textos será excelente, mas caso não tenha, não deixe de revisar de outras formas. O importante é corrigir o maior número de erros possíveis.

Nunca deixe de estudar a Língua Portuguesa

Apesar de não ser a única recomendação, como você já deve ter notado, é fundamental que o estudo da Língua Portuguesa nunca acabe.

É como diz aquela frase: “Quem ensina nunca pode deixar de aprender”, o mesmo acontece com quem escreve.

Se você deseja avançar com a sua escrita, tornando-a profissional, quanto mais você pesquisar e aprender sobre as regras gramaticais, mais autoridade você terá em seus textos.

Por essa razão, estudar a Língua Portuguesa é importante e nunca deve ser deixada de lado.

Escreva, escreva e escreva!

Escrever bem e de forma clara e objetiva não é uma tarefa fácil, e isso você deve ter percebido ao longo desse conteúdo.

No entanto, é como dizem: “A prática leva a perfeição” e praticar é o primeiro grande passo.

Leia, pesquise, estude e exerça as dicas deixadas aqui. Com esforço e dedicação você perceberá a evolução dos seus textos.

Tenha em mente que o processo é o mesmo para todos, porém destacam-se somente aqueles que persistem.

Portanto, para desenvolver a sua escrita é fundamental que você escreva, escreva e escreva e acompanhe a sua própria evolução.

Para mais conteúdos como este, fique atento aqui e compartilhe para que mais pessoas possam se beneficiar com essas dicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletters

Receba semanalmente as principais notícias e conteúdos sobre Marketing Digital.

Você pode gostar disso